Crianças brincando na praia







Quando eu era criança conheci uma menina na praia que a princípio não queria brincar comigo. Ela tinha medo que eu fosse hostil com ela. Aos poucos fui conquistando sua confiança. Mas, ela só se convenceu mesmo de que eu não faria mal quando vi e falei que a mãe dela estava conversando com a minha mãe, por isso não teria problema dela brincar comigo.

O motivo dela sentir medo foi minha cor de pele, por eu ser branca (sendo ela e a mãe negras). Por incrível que possa parecer a algumas pessoas: a cor tanto da minha pele quanto a dela não interferiu na brincadeira, no caráter, personalidade de nenhuma das duas. O que interferiu foi o preconceito (que ela pôde ter sofrido pelas pessoas de pele branca).

 O preconceito não é inato. Ele é o reflexo do q a pessoa tem dentro de si, do que não consegue lidar e aí projeta isso em outras pessoas. Por exemplo, nem sempre fui consciente e fofa assim quando eu era criança.

Até os 4 anos o meu cabelo era loiro e cacheado. Todo mundo elogiava. Já perto dos 5 tanto a cor quanto textura começaram a mudar. Até que chegou um momento em que a minha mãe resolveu cortá-lo porque tava ficando sem forma. Eu odiei. Passei a culpar a minha mãe, pois achei que a mudança do meu cabelo aconteceu porque ela o cortou. 

Na escola conheci uma menina que tinha o cabelo muito parecido com o meu, curto e castanho-claro. Ela sempre me tratou bem e queria ser a minha amiga, mas eu a ignorava, não gostava dela gratuitamente.  Ela era o reflexo do que eu não gostava em mim. Como eu não soube lidar com isso acabei descontando a minha frustração nela. O problema era meu, não tinha nada a ver com aquela criança. Felizmente eu resolvi isso dentro de mim e algum tempo depois até pedi desculpa a ela.

Hoje, sempre que me incomodo muito com a atitude de alguém eu tento pensar: o que tem em mim que tá mobilizando esses sentimentos? O que fazer com isso? Até porque se a gente for tentar controlar os outros, além de não resolver coisa alguma, a gente só vai gerar mais frustração. Nem sempre consigo agir com sabedoria, mas não vou desistir de tentar evoluir por isso.

Breathe



Às vezes olhando de fora tudo parece perfeito ou sem motivo pra que não esteja. Mas, é que às vezes disfarçamos o que estamos sentindo pq não queremos parecer vulneráveis, pq achamos que foi só um dia estressante, embora todos os outros também tenham sido e nos prejudicado de alguma forma. 

Quando nos negligenciamos, ignoramos o que não vai bem, não buscamos ajuda quando necessário pode acontecer algo como a metástase... o que era pequeno no início cresce e toma conta de uma proporção tão grande de nós que paralisa nossas vidas. 

Portanto, se vc está passando por algo assim, antes de qqr coisa: pare, respire! Vc não precisa dar conta de tudo o tempo todo, não tome decisões pautadas no que vc ta sentindo no calor do momento, dê um tempo.

Além disso, não é pq o mundo todo parece viver de uma forma aparentemente ideal, que a mesma será pra vc. A única pessoa capaz de viver a sua vida é você, assim como saber o que realmente lhe faz bem. Valorize quem valoriza o que vc tem de bom e lhe estimula a evoluir.

Cuide-se! Sempre pode ter algo bom msm em meio ao caos, que pode servir de recarga pra bateriazinha que parece estar pifando aí, olhe com mais atenção ou procure ajuda pra conseguir encontrar, 😊. Não é fácil e tem hora que dá vontade de chutar o balde o mais longe possível (não foi a toa que fiz esses desenhos...), mas isso não resolve nada e as crises sempre passam. 

As coisas ruins não precisam de esforço, de atenção pra acontecerem, as boas sim, foque nelas. Escolha viver o presente da melhor forma que você conseguir. Um passo de cada vez.✌✨🔆 #respire#breathe #momentpresent

Moça na janela

desenho

Uma noite com nuvens, mas tbm um céu estrelado e lua brilhante pra iluminar os pensamento e proporcionar reflexões, por exemplo, sobre...

Em que você acredita, qual o impacto disso na sua vida e na de quem convive com você? O que te move? Como você tem lidado com as coisas que acontecem na sua vida (tem enfrentado, fugido, culpado outras pessoas)? Como você tem tratado as pessoas e a si mesmo? Como você se sente com relação a isso e com relação a como tem vivido?

Às vezes é bom parar um tempinho pra refletir sobre algumas questões que poderão nos ajudar a ver o que precisa ser mudado e/ou fortalecido. Pra que consigamos evoluir, termos mais qualidade de vida é preciso que, dentre outras coisas, assumamos a responsabilidade por nossos atos, desejos, felicidade, frustrações.

Mesmo que não seja uma tarefa fácil ou rápida de ser fazer é necessária, pois qdo jogamos pros outros nós perdemos o controle sobre nossas vidas e ficamos a mercê de tudo e de todos, somos arrastados pelos acontecimentos.

Caricatura infantil


Essa é a linda da Gabriella. A caricatura foi encomendada pela mãe dela pra personalizar a festa de 1 aninho dessa fofura! =).


Olha que legal essa ideia que a mãe da Gabi teve. Ela pediu tbm a caricatura sem preenchimento pra que as crianças que forem a festa pintem. Assim poderão pintar um desenho personalizado da aniversariante.

© Copyright 2013-2017 Desenhos by Fran.
É proibido reproduzir o conteúdo deste site sem autorização prévia,
passível de penalidade da Lei do Direito Autoral nº9.610, de 19/02/98.
Web Statistics