Crianças brincando na praia







Quando eu era criança conheci uma menina na praia que a princípio não queria brincar comigo. Ela tinha medo que eu fosse hostil com ela. Aos poucos fui conquistando sua confiança. Mas, ela só se convenceu mesmo de que eu não faria mal quando vi e falei que a mãe dela estava conversando com a minha mãe, por isso não teria problema dela brincar comigo.

O motivo dela sentir medo foi minha cor de pele, por eu ser branca (sendo ela e a mãe negras). Por incrível que possa parecer a algumas pessoas: a cor tanto da minha pele quanto a dela não interferiu na brincadeira, no caráter, personalidade de nenhuma das duas. O que interferiu foi o preconceito (que ela pôde ter sofrido pelas pessoas de pele branca).

 O preconceito não é inato. Ele é o reflexo do q a pessoa tem dentro de si, do que não consegue lidar e aí projeta isso em outras pessoas. Por exemplo, nem sempre fui consciente e fofa assim quando eu era criança.

Até os 4 anos o meu cabelo era loiro e cacheado. Todo mundo elogiava. Já perto dos 5 tanto a cor quanto textura começaram a mudar. Até que chegou um momento em que a minha mãe resolveu cortá-lo porque tava ficando sem forma. Eu odiei. Passei a culpar a minha mãe, pois achei que a mudança do meu cabelo aconteceu porque ela o cortou. 

Na escola conheci uma menina que tinha o cabelo muito parecido com o meu, curto e castanho-claro. Ela sempre me tratou bem e queria ser a minha amiga, mas eu a ignorava, não gostava dela gratuitamente.  Ela era o reflexo do que eu não gostava em mim. Como eu não soube lidar com isso acabei descontando a minha frustração nela. O problema era meu, não tinha nada a ver com aquela criança. Felizmente eu resolvi isso dentro de mim e algum tempo depois até pedi desculpa a ela.

Hoje, sempre que me incomodo muito com a atitude de alguém eu tento pensar: o que tem em mim que tá mobilizando esses sentimentos? O que fazer com isso? Até porque se a gente for tentar controlar os outros, além de não resolver coisa alguma, a gente só vai gerar mais frustração. Nem sempre consigo agir com sabedoria, mas não vou desistir de tentar evoluir por isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


© Copyright 2013-2017 Desenhos by Fran.
É proibido reproduzir o conteúdo deste site sem autorização prévia,
passível de penalidade da Lei do Direito Autoral nº9.610, de 19/02/98.
Web Statistics